Notícias do mercado imobiliário

Caixa reduz juros do financiamento imobiliário para 6,25%, amplia carência e informa novas medidas.

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta quarta-feira
(14), novas medidas para o crédito imobiliário. A primeira novidade foi a
redução da taxa mínima do financiamento na modalidade com juros e Taxa
Referencial (TR) de 6,5% para 6,25% + TR ao ano. A nova taxa entra em vigor a
partir de 22 de outubro. “Com a nova taxa, a parcela inicial da prestação do
financiamento pode cair cerca de 25% para o trabalhador”, explicou Pedro
Guimarães, presidente da Caixa. A mudança
anunciada é positiva porque pode tornar o crédito imobiliário mais acessível.

“A intenção da Caixa foi se posicionar como o banco que vai oferecer a
melhor taxa entre os principais players no produto indexado à TR, que é a mais
popular do mercado hoje. Os concorrentes estão oferecendo taxas que estão em
torno de 7%. Uma redução dessa pode ser atrativa”, disse. O financiamento
atrelado ao IPCA, modalidade de crédito imobiliário anunciada pela Caixa em agosto do ano passado, pode
gerar uma economia maior ainda, de até 46%. A taxa mínima da Caixa para essa
modalidade é de 2,95% + IPCA ao ano. Nas atuais condições de mercado, com a
inflação baixa, de fato a modalidade atrelada ao IPCA é uma das mais baratas do
mercado hoje. Porém, ela é mais arriscada e, se a inflação voltar a subir, ela
pode se transformar em uma das opções mais caras para financiar a casa própria.



 

15/10/2020 Fonte: Infomoney